Jardins e Palácio de Versailles – Atração imperdível em Paris

Jardins e Palácio de Versailles! No post de hoje, você vai aprender como ir para o Palácio de Versailles, conhecer os Jardins do Palácio de Versailles e alguns dos mais belos ambientes dessa atração imperdível de Paris.

Confira!

1. Introdução

Uma das atrações que ficam fora de Paris e que atraem uma quantidade enorme de turistas é o Palácio de Versailles. Os motivos são vários, mas, certamente, o enorme palácio que te faz viajar pela história da França e seus jardins que impressionam pela beleza e pelas obras de arte expostas ao ar livre são dois atrativos para quem gosta de ver de perto as “glórias da França”.

Se você tem pouquíssimo tempo em Paris, minha sugestão é seguir as dicas da nossa série de posts O que fazer em Paris em 1 dia! que, na verdade, rende uma programação de até 3 dias na capital francesa.

Porém, se seu sonho é conhecer um castelo francês e você tiver alguns dias em Paris, Versailles é uma ótima opção.

Então, confira mais esse super post e aproveite!

2. Localização do Palácio de Versailles

O Palácio de Versailles está localizado a cerca de 22 km a sudoeste do centro de Paris, na zona 4 do transporte público parisiense.

Como ir para o Palácio de Versailles - Localização do Palácio de Versailles (Google Maps)
Localização do Palácio de Versailles (Google Maps)

3. Como ir para o Palácio de Versailles

Existem pelo menos quatro formas de se deslocar de Paris para o Palácio de Versailles: RER, trem, ônibus ou carro.

Vou falar rapidamente de cada uma das opções, mas já adianto que, na minha opinião, a forma mais prática é a linha C do RER.

3.1. RER C até Versailles

A linha RER C atravessa Paris de leste a oeste ao longo da margem esquerda do Rio Sena, passando por pontos importantes da cidade como: St-Michel/Notre Dame, Musée d’Orsay, Invalides e Champ de Mars/Tour Eiffel.

Pontos turísticos - RER C (fonte: transilien.com)
Pontos turísticos – RER C (fonte: transilien.com)

São necessários pouco mais de 30 minutos para fazer a viagem entre a estação “Musée d’Orsay” e “Versailles Château Rive Gauche”, localizada a 10 minutos de caminhada do Palácio.

Como existem vários trens circulando pela linha C do RER que vão para destinos diferentes fora de Paris, é muito importante que você fique atento ao destino do trem que você vai pegar. Você precisa pegar o RER C com destino a “Versailles Château Rive Gauche”. Esse RER é chamado de “RER C5” ou VICKY. O mapa abaixo mostra o caminho (clique para ampliar):

Mapa RER C (fonte: www.transilien.com)
Mapa RER C (fonte: www.transilien.com)

3.2.Outras formas de ir para o Palácio de Versailles

3.2.1.Trem

Também é possível ir de Paris para o Palácio de Versailles de trem:

  • A Linha N sai da estação Paris Montparnasse e, oito estações depois, chega na estação Versailles Chantiers. O trajeto de trem dura pouco mais de 20 minutos e a caminhada da estação até o Palácio de Versailles dura aproximadamente 18 minutos.
  • A Linha L sai da estação Paris Saint Lazare e, quinze estações depois, chega na estação Versailles Rive Droite. O trajeto de trem dura aproximadamente 40 minutos e a caminhada da estação até o Palácio de Versailles dura aproximadamente 17 minutos.
3.2.2. Navette

A Navette, conhecida como Versailles Express, é um ônibus expresso que liga a Torre Eiffel ao Castelo de Versailles. O ônibus parte às 8 horas da manhã ou às 14h e existem vários preços que vão desde passagens de meio dia (29€) ou de um dia inteiro (32€), até pacote de 1 dia com acesso ao castelo e ao jardim em dias de jardins musicais (65€).

Mais informações podem ser obtidas em www.versaillesexpress.com.

3.2.3. ônibus

Por fim, é possível pegar a linha de ônibus 171 da RATP que liga a parada “Pont de Sèvres” (terminal da linha 9 do metrô) ao Palácio de Versailles em, pelo menos, 30 minutos (sem trânsito).

4. Comprando os ingressos para o Palácio de Versailles

Uma dica importante é comprar os ingressos com antecedência, pela internet (clique aqui).

Existem várias opções de ingresso. O acesso apenas ao Palácio com audioguia – e aos jardins nos dias nos quais não há fontes musicais nem jardins musicais – custa 18€ (preço válido em 2017).

Já o Passaporte de 1 dia, que dá acesso ao Palácio com audioguia, ao complexo do Trianon e aos Jardins, custa 20€ nos dias nos quais não há fontes musicais nem jardins musicais e 27€ nos demais dias (preço válido em 2017).

5. Visitando o Palácio de Versailles

As duas principais atrações são os Jardins e o Palácio de Versailles. A dica é chegar cedo e ir direto para os jardins para, só depois, visitar o Palácio. Pelo que percebemos e pela orientação que nos foi dada, a maioria das pessoas gosta de visitar primeiro o Palácio, por isso a fila no início do dia é enorme – mesmo para quem já tem ingresso.

Na foto abaixo dá para ter uma ideia de como estava a parte inicial da fila de acesso ao Palácio. Para saber o tamanho total da fila, basta multiplicar esse pedaço de fila que aparece na imagem por cinco.

Acesso ao Palácio de Versailles
Acesso ao Palácio de Versailles

Uma das pessoas que foi conosco comprou o ingresso que dá acesso apenas ao Palácio e encarou essa fila por quase uma hora!

5.1. Jardins do Palácio de Versailles

Nós aproveitamos a dica acima e o clima excelente e fomos direto para os jardins: sem fila!

Jardins do Palácio de Versailles
Jardins do Palácio de Versailles

Nós decidimos seguir os roteiros propostos para a caminhada da manhã (duração estimada de 1 hora) e para a caminhada da tarde (duração estimada de 2 horas).

Rotas pelos Jardins do Palácio de Versailles
Rotas pelos Jardins do Palácio de Versailles

Depois de completar o trajeto da manhã, fizemos um lanche no “Terrasses de la Petite Venise”, localizado no lado oposto dos Jardins, perto “Grand Canal”.

Grand Canal - Jardins e Palácio de Versailles
Grand Canal

Logo depois do lanche, fizemos o caminho da tarde, no sentido do Palácio.

É difícil escolher as melhores fotos para compartilhar com você e, se eu fosse postar todas as fotos que tirei nos Jardins do Palácio de Versailles, o post ficaria gigantesco. Por isso, escolhi algumas fotos que dão uma ideia da beleza do local!

O Bassin de Latone:

Bassin de Latone - Jardins e Palácio de Versailles
Bassin de Latone

O Bosquet de la Salle de Bal:

Bosquet de la Salle de Bal - Jardins e Palácio de Versailles
Bosquet de la Salle de Bal

O Bosquet de L’encelade:

Bosquet de L'encelade - Jardins e Palácio de Versailles
Bosquet de L’encelade

O Bassin de Neptune:

Bassin de Neptune - Jardins e Palácio de Versailles
Bassin de Neptune

Palácio de Versailles visto dos jardins:

Vista externa do Palácio de Versailles - Jardins e Palácio de Versailles
Vista externa do Palácio de Versailles

5.2. Palácio de Versailles

Depois de algumas horas de caminhada, fomos para a fila de acesso ao Palácio. Como ela estava bem menor, a espera foi de aproximadamente 15 minutos.

Mais uma vez, selecionei algumas fotos para compartilhar com você.

Maquete do Palácio:

Maquete do Palácio
Maquete do Palácio

Mesmo visitando o Palácio um pouco mais tarde, ele estava lotado!

Palácio lotado!
Palácio lotado!

Teto impressionante da “Galerie des Glaces”:

Galerie des Glaces
Galerie des Glaces

A “Galerie des Batailles” também é impressionante:

Galerie des Batailles
Galerie des Batailles

Depois de passear pelos Jardins e Palácio de Versailles, nós ainda fomos caminhar pela região do Trianon, mas, como já estava tarde e estávamos muito cansados, não aproveitamos muito.

6. Conclusão

Por incrível que pareça, essa foi minha primeira visita ao Palácio de Versailles. Ninguém acreditava quando em dizia que já havia ido mais de 20 vezes a Paris e nunca tinha visitado Versailles. Pronto, agora posso dizer que visitei o Palácio de Versailles e que o passeio é muito bom! Gostei especialmente dos Jardins, mas a visita ao Palácio também foi interessante.

Recomendo separar pelo menos um dia inteiro para visitar os Jardins e o Palácio com calma. Se você também quiser visitar o parque, o Trianon e o Domaine de Marie-Antoinette, sugiro separar mais um dia.

Dica: É possível passear com mais rapidez e comodidade pelos jardins e demais áreas externas ao Paláco. Para isso, basta alugar uma bicicleta, um carrinho elétrico ou um Segway. Outra opção é o trenzinho. Para mais informações, clique aqui.

Uma dica final: o acesso ao Palácio, Jardins, Trianon, Parque e Domaine de Marie-Antoinette é gratuito no primeiro domingo dos meses de novembro a março. Se sua viagem cair em algum desses domingos, programe-se para chegar cedo e aproveite!

Espero que você tenha gostado do post e que ele te ajuda a programar melhor sua viagem para a França! Participe deixando seu comentário ou dúvida ao final do post!

Vai visitar Paris? Então confira a série de posts mais lida do nosso blog:

Paris_Viajaromundo_Paris_em_um_dia--

O que fazer em Paris em 1 dia!

Se você quiser saber como é voar Air France, confira nosso super comparativo das três principais classes do Boeing 777 que liga o Brasil à França:

B777-AirFrance-CDG_Airport--

Conheça as três principais classes do Boeing 777 da Air France

Para receber nossas atualizações, basta cadastrar seu e-mail na nossa newsletter.

Aproveite para ler nossos posts sobre várias regiões e cidades do mundo!

Amsterdã           Atlanta          Barcelona          Brasília          Bretanha

Chicago          Curitiba         Filadélfia          Kuala Lumpur          Londres

Lyon          Madri          Miami          Mulhouse          Nantes

Nova York          Paris         Quioto          Tóquio          Viena          Washington – DC

Aproveite para curtir nossa página no Facebook e para nos seguir no Instagram.

Veja também minhas contribuições no tripadvisor e meu canal no Youtube.

Post Author
Leonardo Sousa

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@viajaromundo

Confira mais fotos em nosso Instagam

Siga o nosso Instagram